2016-03-06

Março desagua [digital EP] by A Espiral de Bukowski [2016]


A Espiral de Bukowski . Março desagua . 2016 . OB/W-067

1. Março desagua - pt 1 (5:12)
2. Março desagua - pt 2 (2:58)
3. Março desagua - pt 3 (10:55)
4. Março desagua - pt 4 (4:17)
5. Águas de Março (4:12)
Total: 27:34

(english version below)




A Espiral de Bukowski sobre o EP Março desagua:

Mariana:
Meu pai me matriculou no CLAM pra aprender piano, com um desejo principal: que eu conseguisse tocar Águas de Março.
Eu nunca consegui...
Anos e muitos anos depois, durante uma entrevista para os queridos do Teletílica, relembrei essa história e surgiu a ideia d'A Espiral gravar Águas de Março em duas versões: uma mais "fiel" e outra nos nossos moldes, de improviso livre, de tudo o que passar por nossas cabeças e corações.
E então, aqui está nosso EP Março Deságua.
Outra coincidência: a entrevista foi para o podcast Bar do Zé; e Zé é justamente o apelido do meu lindo pai.
Este EP dedicamos para ele.

Cesar:
A nossa Águas de Março acústica foi baseada na versão de Tom Jobim com Elis Regina de 1974; foi gravada do mesmo jeito que nosso primeiro EP em 2012, isto é, na cama com um portastudio e instrumentos acústicos. Eu toquei violão, pandeirola, ukulele e acordeom; a Mariana cantou e fez o solo de escaleta do interlúdio. É possível escutar a louça sendo lavada na cozinha, o ranger do coro do fole, o motor de um veículo que passava na rua e a pequena Laura brincando e gritando.
Dias depois veio a gravação de Março Desagua, que é uma composição nossa com elementos esparsos de Águas de Março segundo nossa filtragem ou divagação. A Mariana tocou escaleta, o Casiotone com pedais de efeitos e fez vocalizações; a participação da pequena Laura no Casiotone foi inusitada mas efetiva, ela estava tocando com muita vontade; eu usei gravações de campo (inclusive da nossa própria gravação acústica), manipulei os equipos (sínteses, processamentos), inseri efeitos no que fazíamos (no momento em que fazíamos) e fiz loops em cascata. O pessoal do Teletílica veio nos filmar e acabaram tocando conosco numa jam depois da sessão. :)


Gravado por Cesar em casa com um portastudio Zoom R16 (Águas de Março em 08/02/2016 e Março desagua em 11/02/2016).
Mixado por Cesar com Audacity num MacBook.

Participação de Laura Cetra Zanin tocando o Casiotone e efeitos em Março desagua - pt 3.

Arte gráfica por Cassius Rocha.
Imagens (foto e vídeo) da gravação de Março desagua por Cassius, Fabrizio Dsc e Lucas.
Edição de vídeo para Março desagua - pt 3 por Cesar e para Águas de Março por Cassius.


A canção Águas de Março foi composta por Tom Jobim em 1972.





- -

Clipping (in portuguese):
http://teletilica.com.br/lancamento-do-ep-marco-desagua/
https://thump.vice.com/pt_br/track/a-espiral-de-bukowski-marco-desagua
http://www.botequimdeideias.com.br/flogase/a-espiral-de-bukowski-marco-desagua-ep/

- -

Março desagua . 2016 . OB/W-067

1. Março desagua - pt 1 (5:12)
2. Março desagua - pt 2 (2:58)
3. Março desagua - pt 3 (10:55)
4. Março desagua - pt 4 (4:17)
5. Águas de Março (4:12)
Total: 27:34


A Espiral de Bukowski on Março desagua:

Mariana:
My father enrolled me at CLAM to learn how to play the piano with the main wish that I could play Águas de Março (Waters of March) by Tom Jobim.
I never got it...
Years and years later, during an interview for Teletílica, I recalled this story and we had the idea of recording Waters of March in two versions: one more "faithful" to the original and another one in our molds, based on free improvisation, with all that go through our heads and hearts.
So, here's our EP Março desagua (March empties).
Another coincidence: the interview was to the podcast Zé do Bar (Zé of the bar); and Zé is just the nickname of my beautiful father. This EP dedicated to him.

Cesar:
Our acoustic Águas de Março was based on the Tom Jobim version with Elis Regina of 1974; It was recorded in the same way we did our first EP in 2012, that is, on the bed with a portastudio and acoustic instruments. I played the acoustic guitar, tambourine, ukulele and accordion; Mariana sang and made the melodica solo of the interlude. You can listen to the dishes being washed in the kitchen, the creak of the bellows, the engine of a passing vehicle on the street and little Laura playing and screaming.
Days later came the recording of Março desagua, which is a composition of ours with scattered elements of Águas de Março according to our filtering or digression. Mariana played melodica, the Casiotone with effects pedals and made vocalizations; the participation of little Laura in Casiotone was unusual but effective, she was playing with a lot of will; I used field recordings (including our own acoustic recording), manipulated the equipment (synthesis, processing), inserted effects on what we did (when we did) and made loops. The Teletílica friends came to film us and ended up playing with us in a jam after the session. :)


Recorded by Cesar at home using a portastudio Zoom R16 (Águas de Março on 08/feb/2016 and Março desagua three days later).
Mixed by Cesar using Audacity on a MacBook.

Featuring Laura Cetra Zanin playing the Casiotone and effects on Março desagua - pt 3.

Artwork by Cassius Rocha.
Images (photo and video) of Março desagua’s recording session by Cassius, Fabrizio Dsc and Lucas.
Video editing on Março desagua - pt 3 by Cesar and on Águas de Março by Cassius.

Tom Jobim composed the song Águas De Março in 1972.



O Bosque / Woodland recordings 2016
woodland.blogspot.com

O Bosque / Woodland related Video Bar

Loading...